A Casa da Vó Benedita é uma Instituição Filantrópica, privada e sem fins lucrativos. Seu objetivo principal é acolher crianças e adolescentes, vítimas de maus tratos ou abandono.

A Casa da Vó Benedita é uma Instituição Filantrópica, privada e sem fins lucrativos, fundada em 1976 por Benedita de Oliveira.

Seu objetivo principal é acolher crianças e adolescentes, vítimas de maus tratos ou abandono.

A Casa Vó Benedita, com sede em Santos, é uma instituição particular, fundada de fato em meados de 1976 por Dona Benedita de Oliveira, carinhosamente chamada de Vó Benedita pelas crianças por ela cuidadas. Em setembro de 1986 o Abrigo Casa Vó Benedita foi oficializado e até hoje funciona como uma instituição que tem por finalidade acolher crianças em situação de risco pessoal decorrente de abandono, negligência, maus tratos físicos, abuso sexual, abuso psicológico ou em orfandade.

As crianças chegam à Casa Vó Benedita encaminhadas pelos Conselhos Tutelares da Cidade. Uma vez abrigadas na CVB recebem alimentação, assistência à saúde, higiene, lazer, educação, atendimento psicossocial e muito afeto. A Casa Vó Benedita busca manter o contato das crianças com a Comunidade Santista promovendo visitas abertas da comunidade à entidade, bem como atividades esportivas e de lazer em fora da instituição, como aulas de futebol no centro esportivo do bairro ou aulas de capoeira em uma academia do bairro. As quartas feiras acontecem as visitas dos pais biológicos visando manter o vínculo das crianças com os pais.

Essas crianças permanecem  no abrigo até que sejam  adotadas ou retornem ao lar de origem seguindo sempre determinação judicial. No entanto, a Casa Vó Benedita conta com uma equipe técnica que tem como prioridade cumprir a determinação do Parágrafo Único do Artigo 101 do ECA, ou seja, tornar o Abrigo Casa Vó Benedita um local de passagem para as crianças abrigadas. Para que isso seja efetivado são realizadas visitas contínuas às famílias de origem e extensa da criança, além de atendimentos semanais a essas famílias, sendo que desses procedimentos são gerados relatórios mensais pormenorizados, os quais têm por finalidade auxiliar e agilizar os processos judiciais de cada criança abrigada.